Apresentação

O Simpósio Brasileiro sobre Fatores Humanos em Sistemas Computacionais (IHC) é o principal evento científico da área de Interação Humano-Computador no Brasil. O IHC permite a troca de ideias e informações sobre estudos e pesquisas que visam contribuir com a interação entre usuários e sistemas computacionais. O evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), através da Comissão Especial de Interação Humano-Computador (CEIHC).

Em 2015 o IHC terá sua décima quarta edição e será realizado na cidade de Salvador, BA, nos dias 3 a 6 de novembro. Pela primeira vez na história do evento, o IHC acontecerá na cidade de Salvador - Brasil, sendo apoiado e organizado pelas seguintes instituições de ensino: Universidade Salvador (UNIFACS), Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade do Estado da Bahia (UNEB).

O IHC tem como principal objetivo a divulgação de resultados de pesquisa na área e busca atrair profissionais de empresas, professores e estudantes envolvidos com ou interessados na área Interação Humano-Computador. O objetivo é atrair pessoas de diferentes perfis, permitindo a interação entre elas, enriquecendo assim a experiência dos participantes do IHC.

O IHC’15 traz à discussão o tema “Interação Multicultural e IHC” com a preocupação no design e avaliação do discurso interativo focado nas aproximações interculturais promovidas pela interação entre pessoas. O Multiculturalismo pode ser visto como a mediação reflexiva das diversas influências que diferentes culturas exercem de forma permanente sobre a sociedade e sobre a interação mediada por computador. Na medida em que o mundo se torna cada vez mais globalizado e que passamos a “viver com a tecnologia” de forma ubíqua em nossas vidas, lidar com a diversidade cultural presente em um mundo de interação sem fronteiras bem definidas é um grande desafio para a área de IHC. Dentre diversos aspectos, há a necessidade de discutir e investigar soluções que apoiem profissionais de IHC a entender e equilibrar questões de acessibilidade cultural, na qual usuários de uma cultura consigam utilizar soluções projetadas por outras culturas, com a preservação da diversidade cultural, ou seja, produzir tecnologia que respeite a identidade cultural, suas características e seus valores; é preciso entender como a metacomunicação intercultural dos designers é percebida pelos usuários, como ela pode ser projetada e avaliada de modo que faça sentido às diferentes partes interessadas.